CIDADANIA NOS EMIRADOS ARABES

Eu não sei se tu pensa nisso, mas quando saimos do Brasil para se aventurar em um outro país eu tenho a impressão que boa parte das pessoas, se não a maioria, não pensa muito no futuro. Não estou falando de daqui a 2, 5 ou 10 anos, mas sim de quando tu for bem velho, aposentado, lá pelos +70 anos... porque querendo ou não, vamos precisar de um lugar pra chamar de nosso nessa idade.


E pensar que um expatriado (quem mora fora do seu pais de origem) vive boa parte e um país onde NADA será dele, que ele não terá nenhum direito e muito menos aposentadoria é meio triste e connfuso. Por isso resolvi vir aqui te dizer que é importante ter em mente que as diferentes maneiras pelas quais um expatriado pode receber a cidadania dos Emirados Árabes Unidos e, portanto, o passaporte dos Emirados sao as seguintes:





Por nascimento para ORFÃOS, apenas.

A Lei Federal (17) declara que "uma fundadora deve ser considerada nascida no Estado, a menos que se prove o contrário", se tiver nascido nos Emirados Árabes Unidos de pais desconhecidos.

Ou seja, minha filha nasceu aqui, porém precisou sair do hospital com passaporte brasileiros, visto de residente valido por 1 ano, identidade valida pelo mesmo tempo e certidão de nascimento dizendo: nascida em Abu Dhabi, Nacionalidade Brasileira. Ela jamais terá direito a nada aqui.

Por descendencia

Filhos de pais dos Emirados ou cujo PAI é dos Emirados, são cidadões por descendêcia, nascendo nos Emirados Árabes ou no exterior.

Se somente a mãe for dos Emirados e o pai estrangeiro, é necessário solicitar a cidadania QUANDO completar 18 anos de idade.

Ah! NÃO EXISTE DUPLA CIDADANIA AQUI NOS UAE. A dupla cidadania não é reconhecida nos Emirados Árabes Unidos.

E ao contrário tambem, se alguem dos Emirados obter a cidadania de outro país, sua nacionalidade nos Emirados Árabes Unidos deve ser abandonada.


Pelo casamento

Uma mulher estrangeira casada com um homem dos Emirados pode obter cidadania, após 10 anos de vida no país se casada, mas a mulher perde a cidadania se se divorciar e se casar novamente com um estrangeiro e deve abrir mão da sua nacionalidade original.


Posts Em Destaque
Posts Recentes
Arquivo
Procurar por tags
Siga
  • Facebook Basic Square
  • Twitter Basic Square
  • Google+ Basic Square

© 2017 by Lise Bueno
Created with Wix.com

@tchenoexterior

@lisebueno

  • Facebook
  • Instagram
  • YouTube
  • Twitter